Os velhos garotos de Newell

A história do curioso nome de um dos maiores clubes da Argentina

Um dos muitos imigrantes europeus que deixaram o velho continente em direção à América do Sul no final do século 19 foi o responsável pela existência do Newell’s Old Boys. Apaixonado por esportes, Isaac Newell saiu de Strood, no sudeste da Inglaterra, aos 16 anos, e embarcou para a Argentina. Seu plano era trabalhar, apenas, mas acabou famoso por ensinar aos argentinos o que se tornaria uma paixão nacional.

Com uma carta de recomendação escrita por seu pai, conseguiu um emprego como telégrafo na Ferrocarril, empresa ferroviária administrada pelo inglês G. Wheelwright. Trabalhou e estudou por algum tempo e, após se formar, começou a dar aulas de inglês e preferiu seguir a vida acadêmica.

Aos 31 anos, já como professor, comprou de Wheelwright um terreno onde construiu o Colegio Comercial Anglicano Argentino. Misturando o vermelho e branco da bandeira da Inglaterra com o preto da bandeira alemã — gentilício de sua esposa — criou o emblema e o uniforme da escola.

Com a chegada da primeira bola e de um livro de regras sobre o futebol, Isaac decidiu que as aulas do colégio se alternariam com a prática do tal esporte bretão. Não demorou muito para que o jogo ganhasse popularidade entre alunos e professores, o que levou Isaac a comprar um terreno vizinho ao colégio para que pudessem levar mais a sério a prática do futebol.

Em 1900, o já convalescente Isaac cedeu a Claudio — seu filho mais velho — a administração do colégio. Três anos depois, com o futebol já popularizado no país, veio a ideia da fundação de um clube. Claudio reuniu alunos, ex-alunos e professores da escola para organizar a criação do time. Com Isaac já em seus últimos anos de vida, resolveram nomear o novo clube em sua homenagem: Newell’s Old Boys, que na tradução livre muitas vezes é visto como “os velhos garotos de Newell” mas, na verdade, significa “os ex-alunos de Newell” ou “os formados de Newell”.

Isaac Newell faleceu em 1907 na cidade de Rosário. Àquela altura, o Newell’s Old Boys já era bicampeão da Liga Rosarina de Fútbol, da qual era um dos clubes fundadores.

Nos dias de hoje, o Newell’s é um dos dez maiores clubes da Argentina — tanto em títulos quanto em tamanho de torcida. Desde 2011, seus uniformes alternativos levam o escudo do Colegio Comercial Anglicano. Entre seus maiores ídolos estão Tata Martino, Victor Ramos e Ignacio Scocco. No entanto, o maior jogador revelado pelas categorias de base do clube jamais chegou a estrear pelos profissionais. Lionel Messi deixou a Argentina cedo demais para mostrar aos europeus do século 21 como se joga futebol.

Compre a sua Corner #7
Mantenha-se informado sobre nossos textos e produtos.
Assine a nossa newsletter.

Nome e sobrenome
Email