O derradeiro brilho de uma estrela decadente

A melancólica passagem do que restou de Garrincha pelo Olaria

Ilustração: Éric Chinaglia
Livraria FC

A melancólica passagem do que restou de Garrincha pelo Olaria

Por Guilherme Mendes

Pouca gente sabe além do básico mas, depois da passagem singularmente sublime pelo Botafogo, Garrincha se perdeu pelo Brasil afora e até por outros países, indo trabalhar como embaixador do café brasileiro na Europa. E quis o destino — e um grupo de empresários, provas da atuação de longa data deste tipo de profissionais no mercado futebolístico — que as pernas mais admiradas e engenhosas do Brasil fossem parar no estádio da Rua Bariri.

Para continuar lendo, faça login ou registre-se. É grátis! Clique aqui.

Compre a sua Corner #8
Mantenha-se informado sobre nossos textos e produtos. Receba descontos exclusivos.
Assine a nossa newsletter.