O aposentado que ganhou a Champions

A façanha de Anghel Iordănescu

Em 1986, o Steaua de Bucareste surpreendeu o mundo ao conquistar o mais cobiçado título europeu de futebol, derrotando o Barcelona, na Espanha. Nessa mítica noite andaluza, Iordănescu começou o jogo como treinador-adjunto e acabou como jogador campeão da Europa.

Decorriam os setenta minutos de jogo. Sevilha não dava crédito. Durante mais de uma hora o Barcelona chocava sucessivamente contra um muro. A cada ataque, uma muralha de pernas. A cada remate, umas mãos de ferro na baliza. O que parecia uma festa anunciada antes do arranque do encontro transformava-se num duelo desesperador. Depois de passar vinte e cinco anos desde a sua única participação numa final da Copa dos Campeões Europeus, todos em Can Barça davam o título por conquistado.

Para continuar lendo, faça login ou registre-se. É grátis.

Compre a sua Corner #7
Mantenha-se informado sobre nossos textos e produtos.
Assine a nossa newsletter.

Nome e sobrenome
Email

v3R1ii0cwG8