A constante reconstrução em Anfield Road

10

A incessante busca do Liverpool por um modelo vencedor



Após a Copa do Mundo de 1998, a França foi eleita como a seleção que jogava o mais moderno futebol do planeta. Gerárd Houllier era assistente de Aimé Jacquet naquela Copa e foi contratado pelo Liverpool para reformular e implementar o estilo francês.

O mesmo aconteceu com Rafa Benítez que herdou o Valencia, duas vezes vice-campeão europeu com Héctor Cúper. Sua versão do clube valenciano era ofensiva, com leveza nas jogadas que iniciavam em Aimar e tinha o 4-2-3-1 que engatinhava na Europa.

Liverpool de Rafa Benítez

O Liverpool surpreendeu o mundo no último dia da janela de transferências do inverno de 2011. Ídolo do clube e figura mítica na remontada em Istanbul, o atacante Fernando Torres deixava o clube rumo aos novos ares — e um salário polpudo — no Chelsea. Para seu lugar, o clube deixou de lado a crise financeira e anunciou não um, mas dois centroavantes jovens, de área, conhecidos pela raça e pelos gols.

Conteúdo exclusivo para assinantes. Para continuar lendo,Faça login ou Assine!
Mantenha-se informado sobre nossos textos e produtos. Receba descontos exclusivos.
Assine a nossa newsletter.