Registrar
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Muitos campeões tiveram seus títulos reconhecidos como legítimos após muitos anos. Mas a Copa Mercosul de 1995 é um caso bem diferente

Por Fernando Martinho

Em 1997, o River Plate comandado por Enzo Francescoli levantou uma taça até então inexistente na sua sala de troféus: a da Supercopa Libertadores. O torneio foi extinto no ano seguinte, quando deu lugar à criação da Copa Mercosul, que viu no Palmeiras seu primeiro campeão. Mas há controvérsias. O primeiro campeão teria sido o Figueirense.

Realizado durante dez dias entre o final de janeiro e o início de fevereiro de 1995, o primeiro Torneio Mercosul foi jogado todo em Santa Catarina. Foram convidados times do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, mas muitos desistiram por questões referentes ao calendário. Esvaziado, o torneio contou com a participação de times do próprio estado — Avaí, Criciúma, Figueirense, Joinville e Marcílio Dias —, além de Coritiba, Olimpia do Paraguai, Nacional e Cerro do Uruguai.

Na final, o Figueirense derrotou o Joinville por 1 a 0 com um gol de pênalti na prorrogação, marcado por Biro-Biro (não aquele). Embora poucos tenham visto o título — no site oficial do Figueira, a conquista está devidamente registrada —, os torcedores acreditam que o clube merece reconhecimento oficial por parte da Conmebol.

Talvez seja verdade que o torneio disputado em Santa Catarina tenha sido um embrião para a verdadeira Copa Mercosul, que se iniciou em 1998. Mas isso não confere nenhuma legitimidade à reivindicação. A Conmebol não participou da organização do torneio e sequer deve ter tomado conhecimento de sua existência.

Em 1996, houve uma segunda edição da competição, desta vez jogada em turno e returno entre três times: Internacional, San Lorenzo e Universidad Católica. O campeão foi o Inter, após ter vencido os quatro jogos que disputou.

Um movimento de reconhecimento do título pode até ser legítimo. Mas neste caso, não passa de mais um torneio de verão que se quer reconhecer como título continental.

Visite nossa loja virtual e adquira as edições impressas da revista! Os textos publicados nas revistas são exclusivos e não são republicados no site, nem vice-versa. Garanta seu exemplar, colecione e leia a Corner.