Carrinho de compras

Nenhum produto no carrinho.

Felipe dos Santos/Espreme a Laranja

Aquele FC Twente 2009/10

Aquele FC Twente 2009/10

Quando pela segunda vez, o Trio de Ferro ficou sem o título

“Eenmaal zullen we de kampioen zijn / FC Twente, FC Twente / Eenmaal zullen we de kampioen zijn / En dan kan niemand in de wereld iets aan doen” (“Alguma vez seremos campeões / FC Twente, FC Twente / Alguma vez seremos campeões[...]

Aquele AZ Alkmaar 2008/09

Aquele AZ Alkmaar 2008/09

Quando o AZ vencia até os três grandes

Desde 1993, Dirk Scheringa era presidente do AZ. Não só isso: por meio de seu banco, Frisia (que passou a se chamar DSB em 2005), Scheringa era o mecenas do clube de Alkmaar, investindo quantias que pudessem fazê-lo forte na Holanda. O projeto teve sua primeira fase[...]

Os dois lados do pragmatismo

Os dois lados do pragmatismo

Mesmo eficiente, a seleção holandesa de 2010 desagradou até torcedores. Já em 2014, soube-se dar mais brilho a essa eficiência

Ofensividade, dominar o jogo, buscar o gol. E quase sempre, terminar a história como o lado derrotado. Esta foi, e ainda é, a trajetória da seleção holandesa. Mas é justo dizer: nos últimos quinze anos,[...]

Marselha 1998

Marselha 1998

Uma eliminação muito dolorida

Ao contrário do que possa parecer, a Holanda não se desespera por não ter um título mundial de futebol. Quase todas as derrotas da Laranja são bem —ompreendidas pela torcida. Perder a Copa de 1978, por exemplo, foi até um alívio — a ideia geral é: “Se ganhássemos a final, sabe-se[...]

Dossiê Ajax

Dossiê Ajax

As origens e a trajetória de um clube destinado a revolucionar o jogo e a si mesmo ao longo das décadas

Admirar a história do Ajax é algo até comum entre os amantes do futebol. Comum e justificável: talvez não haja outro dos grandes clubes do mundo que tenha tão arraigada uma ideia do que[...]

Quando a glória finalmente chegou

Quando a glória finalmente chegou

A Holanda conquistou a Euro de 1988 contra a União Soviética. No entanto, a vitória anterior, contra a Alemanha, foi o desafogo de uma nação.

Várias seleções têm, em sua história, uma vitória que as desafogam. Um triunfo altamente importante para lhes provar que as derrotas não são definitivas, que as coisas podem melhorar, que[...]

A vingança involuntária

A vingança involuntária

A tríplice coroa do PSV em 1988

Contra o ADO Den Haag, na penúltima rodada do Campeonato Holandês da temporada 2017/18 – já conquistado –, o PSV estreava seu novo uniforme de visitante, todo branco, com pequenos detalhes em azul. O motivo: foi vestindo um exatamente igual que o clube de Eindhoven conquistara a Copa[...]

O hiato

O hiato

Os 10 anos de hibernação do futebol holandês entre a Copa do Mundo de 1978 e a Eurocopa de 1988.

Na Copa de 1978, o esquadrão neerlandês já não era o mesma que marcara época no vice-campeonato mundial de 1974. Ainda assim, a campanha que terminou em outra segunda colocação, após a derrota para a[...]

O caminho diferente para um fim igual

O caminho diferente para um fim igual

Após turbulências, a Holanda poderia ter ganho a Copa de 1978. Poderia… “A Laranja Mecânica encantou o mundo, na campanha dos vice-campeonatos mundiais, nas Copas de 1974 e 1978.” Depoimento como esse já foi escrito e lido inúmeras e inúmeras vezes. De fato, com relação ao torneio sediado na Alemanha, não há contestações em relação ao[...]
Foi ele

Foi ele

Pim Mulier, o destaque no surgimento do futebol nos Países Baixos

Cada país tem o seu “mito fundador” do futebol. É claro que há outras histórias sobre a primeira vez em que uma bola foi chutada em direção ao gol, mas existe sempre uma versão que acaba ganhando corpo, importância, ares de verdade inquestionável. Na[...]