Carrinho de compras

Nenhum produto no carrinho.

Aquele Super Depor

Durante os anos 1990, a grande alternativa à hegemonia de Real Madrid e Barcelona surgiu na Galícia

Bebeto, Djukić, Fran, Mauro Silva, Donato, Aldana, López Rekarte. Nomes próprios desta história que mergulha na mitologia do futebol europeu uma das suas maiores surpresas. Numa era onde o dinheiro começava a fazer, cada vez mais, a diferença, o Deportivo La Coruña apresentou uma versão alternativa de como encarar o futebol de alta competição. E transformou a sua política esportiva em gesta. E, de gesta em gesta, tornou-se lenda.

Numa cidade que nunca tinha feito parte da história maiúscula do futebol espanhol, surgiu um time sem medos e sem complexos, capaz de olhar dentro dos olhos dos grandes da Espanha e de batê-los no seu próprio campo. Somente o La Coruña e o Valencia conseguiram quebrar a exclusividade de FC Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid desde os títulos da Real Sociedad e Athletic Bilbao no início dos anos 1980.

Um título que culminou com uma história de sacrifícios, surpresas e jogos que entraram para a posteridade do futebol espanhol. Um título que foi também, ironicamente, a reviravolta nesta fábula de heróis inesperados. Uma década depois de fechar com chave de ouro a sua lenda, o Deportivo caiu para Liga Adelante, a segunda divisão de onde tinha escalado, surpreendentemente, em 1990. Ao cometer os erros dos rivais e esquecer-se das virtudes do seu próprio passado, o La Corunã condenou-se a si mesmo. Mas mesmo no seu momento mais baixo nunca deixou os adeptos perderem o rastro à memória do seu Super Depor.

Faça login ou crie uma conta abaixo.

Criando uma conta, você tem acesso GRATUITO e ILIMITADO a todos os textos da Corner.

  

Leia também:
Eintracht Braunschweig, os pioneiros dos patrocínios

Antes de o mundo do futebol ter entendido o potencial comercial dos patrocínios, um time se antecipou e desafiou as ... (Continue lendo)

La storia vivente del Calcio
Fotos: Fábio Felice

A memória do futebol italiano em pessoa Pouco mais de um minuto depois da campainha tocar, surge um senhor de ... (Continue lendo)

Jornalista e escritor. Autor dos livros “NOITE EUROPÉIAS”, “SONHOS DOURADOS”, “SUEÑOS DE LA EURO” e “JOHA: A ANATOMIA DE UM GÊNIO”. Futebol e Política têm tudo a ver, basta conectar os pontos. O coração de menino ficou no minuto 93 da final de Barcelona. Estudou comunicação na Universidade do Porto e morou mais de uma década em Madri.

Deixe seu comentário